Operador

Até 2023, o polo de beleza do Grupo Boticário, em Camaçari, deve gerar cerca de 1.000 vagas de emprego. Com a chegada de novos parceiros, especialmente fornecedores de embalagens, a expectativa é a geração de novas oportunidades, diretas e indiretas, em empresas como Aptar, Box Print, Tritec e Vitro. O novo investimento do Boticário consolida a história do ecossistema da beleza baiana, com um aporte de de R$600 milhões de reais.

“O Polo da Beleza é resultado da expansão do ecossistema da beleza em Camaçari. Para nós, investir na região alia estratégia de negócio a impacto socioeconômico, garantindo que estamos deixando um legado positivo para esse que é um dos polos industriais mais relevantes do Brasil. A chegada das fábricas dos parceiros facilita toda a operação e traz ainda mais oportunidades para comunidades que nos acolhem há sete anos, quando inauguramos a fábrica, em 2014”, afirma Sérgio Sampaio, vice-presidente de Operações do Grupo Boticário.

A fábrica de Camaçari está na vanguarda quando o assunto é sustentabilidade, tendo sido a primeira do Brasil no setor de cosméticos a obter a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). Aliando desenvolvimento sustentável e inovação, em dois anos, o Grupo Boticário deve aumentar sua capacidade produtiva em 65%.

Desde a chegada na Bahia, centenas de fornecedores foram conectados à cadeia produtiva, com geração de empregos diretos e indiretos, o que representa uma injeção de investimento milionário na economia local e mais impostos pagos ao governo. Atualmente, são mais de 1 mil pessoas empregadas na fábrica do Grupo Boticário em Camaçari, que tem capacidade para produzir cerca de 150 milhões de itens por ano.

ACOMPANHE TAMBÉM NO: INSTAGRAM | TELEGRAM