Emprego

A Bahia registrou um saldo de 9.420 postos de trabalho com carteira assinada criados em agosto deste ano. O número é resultado da diferença entre 43.764 contratações e 34.344 demissões, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. O balanço do estado foi apurado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), da Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia (Seplan).

“Este foi o melhor resultado do ano para a Bahia. Ainda que num contexto sanitário mundial atípico, da pandemia do coronavírus, o resultado é alentador diante dos desafios do mercado de trabalho”, diz o secretário do Planejamento, Walter Pinheiro. Em julho, foram gerados 3.392 postos de trabalho formal.

Os setores com melhores saldos são Indústria geral (3.001 empregos); Construção (2.553) e Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura (1.906). Houve perda apenas em Alojamento e alimentação (-1.069 postos) e Outros serviços (-124 postos). – Fonte: Bahia.ba