10 maneiras eficazes de acelerar sua recolocação profissional

A busca por emprego parece seguir um caminho igual para todos, porém aqueles que se atentam para alguns detalhes chegam mais rápido a seu objetivo, a recolocação profissional. Aprenda e aplique já as nossas dicas para acelerar sua recolocação profissional:

1) A importância do Networking e amigos na recolocação profissional

Um ditado diz “Quem não é visto, não é lembrado”. Então não deixe de comunicar a sua rede de contatos de que está buscando recolocação profissional para novos desafios. Não seja apelativo, nem se mostre desesperado. Se tem tempos que não fala com aquela pessoa, puxe outros assuntos antes de falar a sua real pretensão. A melhor forma de entrar nesse assunto é perguntar onde ele (a) está trabalhando, naturalmente após a resposta a pessoa pode devolver a mesma pergunta, é a sua hora de se colocar a disposição. Se a pessoa não perguntar e não surgir oportunidade, deixe para tocar nesse ponto em uma segunda conversa.

2) Currículo matador

Você já viu uma pessoa em uma festa e ficou impressionado, visto que, a maquiagem, arrumação do cabelo, vestimenta, etc, deixou a pessoa muito bem apresentável, totalmente diferente do dia a dia? Pois é, seu currículo também pode se apresentar de forma padrão, como de milhares de pessoas, ou matador, demostrando seu verdadeiro potencial. Muitos nos solicitam modelos de currículos, mas infelizmente não acreditamos que existe modelo de currículo atual, existe formatos de currículos ideal para cada perfil. Frequentemente damos dicas especificas sobre partes do currículo, o que se aplica a cada perfil ou não em nossas redes sociais.

Saiba qual o currículo ideal para você e qual perfil esperado para cada vaga!

3) Não “atirar” para todo lado

Mandar currículo para todas as oportunidades que aparecem não é uma boa opção para quem está em busca de recolocação profissional. Depois de um tempo terá a sensação que enviou diversos currículos e nunca é convocado. Envie currículo apenas se tem o perfil solicitado, a chance de ser chamado é maior e verá o fruto do seu esforço. Claro que para isso acontecer sempre, é necessário que outros sigam esse mesmo pensamento, caso contrário o recrutador pode não chegar a visualizar seu currículo, visto que, recebeu milhares fora do perfil e por isso não consegue visualizar todos os currículos, então repasse essa informação para todos que conhece.

 4) Flexibilidade para novos projetos e desafios

Caso não encontre vagas em sua área de atuação, não descarte oportunidades em outra áreas ou até mesmo em trabalhos temporários, encarar o trabalho em uma loja no mês que antecede o período do Natal, por exemplo, ou utilizar suas habilidades profissionais para fazer um trabalho aqui e outro ali.  Isso trará, além de um certo dinheiro, tranquilidade para se procurar por uma oportunidade de trabalho. O conhecimento adquirido pode ser muito útil para a sua carreira profissional.

5) Prepara-se para a entrevista

Pesquisar sobre a empresa é essencial para ter um bom desempenho na entrevista. O profissional deve conhecer a companhia e demonstrar interesse nela também, e não somente no cargo.

O candidato deve “vender” suas realizações e resultados obtidos durante a carreira. Não deixe de evidenciar o seu diferencial e o que tem feito para evoluir profissionalmente, seja por meio de cursos on-line, palestras, workshops ou outras atividades”.

Entrevista de Emprego: Dicas de como se preparar!

6) Explicando a demissão

Segundo os especialistas, o profissional não precisa explicar os motivos de sua demissão no currículo, mas terá que falar sobre o assunto na entrevista. O que falar? Sempre a verdade, mas existe diversas formas de falar a mesma coisa. Já saiba contar essa história sem envolver fofoca ou reclamações sobre a empresa anterior. Exponha explicações que demostre que refletiu sobre o que aconteceu, o que demostra que aprendeu algo sobre esse momento.

7) Salário

Quando estamos disponíveis no mercado de trabalho perdemos um pouco do poder de negociação. Mas se o salário não for atrativo, não deixe avaliar outros fatores como aprendizado, chances de crescimento, benefícios, etc.

8) Ansiedade

É natural a pessoa esperar por convocações de entrevista e ser aprovado em processos seletivos. Mas saiba que isso não indica que tem o melhor ou pior currículo ou foi o melhor ou pior candidato. É convocado para entrevista e aprovado nela quem tem o perfil mais próximo da vaga e não a melhor performance. Então encare cada processo como aprendizado, tire o peso de que o seu desempenho será o único fator de sucesso ou derrota no processo seletivo.

9) Encare a busca por emprego como um emprego

Quem está desempregado não precisa — e não deve — necessariamente ficar ocioso, de pernas para o ar. Pelo contrário: é muito mais produtivo encarar a busca por uma oportunidade como um trabalho propriamente dito, com expediente, compromissos e reuniões. Por “expediente”, me refiro ao tempo dedicado a procurar e selecionar vagas; “compromissos” são todos os afazeres que envolvem a candidatura, como preparar currículo e carta de apresentação; “reuniões” são os contatos com colegas — o seu network — para saber como está o mercado. Separe umas horas do dia para fazer pesquisas de vagas, aprontar documentos e falar com pessoas.

10) Não desistir

Está em busca de recolocação profissional é uma fase, não tem motivos para vergonha. Todo ciclo tem seu fim, e na hora certa irá se recolocar no mercado de trabalho, mas para isso, muitas vezes envolve perseverança e muito esforço. Não se deixe abater pelas dificuldades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.